Atendimento: (11) 3652-0381 / (11) 99241-5817

Cirurgia refrativa a laser

Erros refrativos como a miopia, a hipermetropia e o astigmatismo podem ser corrigidos através da alteração da curvatura da córnea. Precisos feixes de Excimer laser são aplicados sobre a córnea, com o objetivo de remodelá-la, proporcionando uma visão mais nítida.

A cirurgia refrativa a laser oferece uma solução mais permanente e mais definitiva, enquanto que óculos e lentes de contato oferecem uma solução temporária, ou seja, somente enquanto você os utiliza.

Neste tipo de cirurgia, o laser atua sobre a córnea de modo que as moléculas de suas camadas mais superficiais se expandem e são expelidas, como se estivesse “torneando” uma lente de contato na própria córnea. Com toda precisão, são removidas, seletivamente, finas camadas da córnea; com isso, sua espessura é reduzida, permitindo a alteração de formato necessária à correção visual.

A aplicação do Excimer Laser pode ser realizada basicamente através de dois métodos

1. PRK(Ceratectomia Fotorrefrativa) – Método de aplicação do laser sobre a superfície da córnea após a remoção de uma fina camada superficial de células, que se refaz em cinco dias. Após a aplicação do Laser, o olho é protegido por uma lente gelatinosa terapêutica.

A PRK é usada com maior frequência para tratar de baixos a moderados graus de miopia e astigmatismo, quando a córnea é fina.

Alguns pacientes poderão apresentar, no pós-cirúrgico, embaçamento da visão por um período que varia de 1 a 15 dias e certo desconforto, até que o epitélio cicatrize e cubra a área tratada.

Geralmente, gotas de colírio e analgésicos ajudam a reduzir o desconforto pós-operatório.

O resultado visual alcançado é avaliado num período que varia de algumas semanas a 6 meses, de acordo com as características de cicatrização de cada pessoa.

2. LASIK(Ceratomileusis associada ao Excimer Laser) – Método de aplicação do Laser nas camadas intermediárias da córnea após a preparação, utilizando-se o microcerátomo automatizado, de uma lentícula que posteriormente recobrirá a área tratada sem necessidade de pontos.

Pode corrigir graus mais elevados, e não há necessidade do uso de lente de contato no pós-operatório, sendo a recuperação visual mais rápida. Necessita que a córnea tenha maior espessura.

Ambos os procedimentos acima são realizados com o uso de colírio anestésico e permitem que o paciente seja liberado imediatamente após do tratamento.

3. LASIK personalizada – Usa-se a mesma técnica de laser que o LASIK, mas a ceratectomia (corte na córnea) é feita com um segundo laser, ao invés de usar o microceratótomo.

É uma técnica mais segura, já que o laser leva em conta a espessura da córnea nos diferentes pontos e faz o corte com muito mais precisão.

Indicada para pacientes com córnea mais fina e/ou irregular.

A cirurgia é segura?

O Excimer Laser vem sendo utilizado há mais de 20 anos. Mais de um milhão de pessoas já foram beneficiados em todo o mundo. Os resultados dos estudos feitos nesse período indicam um grau de segurança tão significativo que os órgãos responsáveis pela prática médica no Brasil e em diversos países (inclusive os Estados Unidos), já consideram este procedimento seguro e eficaz. Como qualquer procedimento cirúrgico, não é isento de riscos, porém complicações são raras e na maioria das vezes reversíveis.

Para poder submeter-se a cirurgia, o interessado deve ter:

  • Idade mínima de 18 anos
  • O grau dos óculos deve estar estável há pelo menos um ano
  • A curvatura da córnea deve estar dentro dos parâmetros considerados normais
  • A espessura da córnea deve estar dentro da normalidade
  • O fundo do olho deve estar normal
  • A pressão ocular deve estar normal

Para saber se você é um candidato em potencial, é necessário fazer uma série de exames. Na consulta médica, o oftalmologista irá solicitá-los e avaliar se é possível submetê-lo à cirurgia.

Preencha o formulario abaixo para mais informações